sexta-feira, 9 de junho de 2017

Novo habitante na estante!

Terminei as aulas do segundo ano da minha licenciatura há uma semana e, para celebrar o facto de ter tido boas notas ao longo do ano letivo, os meus pais vão oferecer-me livros. O meu pai já encomendou três, mas só vou falar neles quando eles chegarem. A minha mãe comprou a sua oferta ontem.



Sinopse retirada do site da Bertrand:


O jornalista angolano Daniel Benchimol sonha com pessoas que não conhece. Moira Fernandes, artista plástica moçambicana, radicada em Cape Town, encena e fotografa os próprios sonhos. Hélio de Castro, neurocientista brasileiro, filma-os. Hossi Kaley, hoteleiro, antigo guerrilheiro, com um passado obscuro e violento, tem com os sonhos uma relação ainda mais estranha e misteriosa. Os sonhos juntam estas quatro personagens num país dominado por um regime totalitário à beira da completa desagregação. 

A Sociedade dos Sonhadores Involuntários é uma fábula política, satírica e divertida, que desafia e questiona a natureza da realidade, ao mesmo tempo que defende a reabilitação do sonho enquanto instrumento da consciência e da transformação.






Pedi à minha mãe para me oferecer o mais recente romance do escritor angolano José Eduardo Agualusa. Nunca li nada deste autor, portanto, tenho muita curiosidade em relação às suas obras. Além disso, também gostaria de ler mais autores que escrevem em língua portuguesa, mas que não nasceram em Portugal.



E vocês? Já leram algum livro deste autor? Gostaram?



 

terça-feira, 6 de junho de 2017

Há um novo livro de J. R. R. Tolkien à venda!

J. R. R. Tolkien é um grande nome da Fantasia graças à trilogia O Senhor dos Anéis, que conta ainda com prequelas e histórias paralelas, como O Hobbit e O Silmarillion. Este último, que narra acontecimentos passados na Primeira Era do Mundo, ou seja, acontecimentos anteriores aos narrados na trilogia, foi publicado postumamente e foi editado pelo filho do autor, Christopher Tolkien. Este ano, o mesmo se sucede com o romance Beren and Lúthien.




Resultado de imagem para j. r. r. tolkien
John Ronald Reuel Tolkien (1892-1973).


Beren é um mortal que se apaixona por uma elfa, Lúthien. Estas personagens fazem parte do imaginário da Terra Média e há várias versões dos seus amores e das suas aventuras no universo de Tolkien. A sua primeira versão, "The Tale of Tinúviel", foi escrita em 1917, quando o autor regressou de França, da Batalha de Somme. 100 anos depois, o filho do autor de O Hobbit edita Beren and Lúthien como romance baseado em vários manuscritos deixados pelo pai. Neste livro, conta-se as dificuldades que o par viveu devido às diferenças de nascença e às imposições colocadas por parte do pai de Lúthien, um Lorde elfo, que desafiou Beren a realizar uma missão antes de ter a mão da elfa.



BerenLuthien.jpg
A edição inglesa saiu no passado dia 1 de junho.


Tendo encontrado manuscritos da história em prosa e em verso, Christopher editou a história de Beren e Lúthien como romance e incluiu as passagens em verso.

A editora HarperCollins divulgou que este romance irá fazer os fãs regressar à Terra Média e à história épica de Beren e Lúthien, entrando novamente em contacto com anões e orcs e a paisagem rica do universo de Tolkien. É, ainda, um trabalho que mostra o amor do autor pela mulher, Edith, até porque os nomes destas personagens foram gravadas na lápide do casal. Na realidade, diz-se que as dificuldades de Beren e Lúthien representam as dificuldades que Tolkien e a mulher viveram quando a família de Edith, no início da relação, não aceitava o autor por ser católico.

A edição inglesa passou a estar disponível a partir do dia 1 de junho, mas não há informações relativamente a uma edição portuguesa.



Resultado de imagem para j.r. r. tolkien death
Fotografia da lápide partilhada de Edith e John Tolkien.


Acreditam que nunca li os livros de J. R. R. Tolkien? Pois é, é uma grande falha minha. Vou ver se mudo isso este ano.

E vocês? São grandes fãs do autor?






sexta-feira, 2 de junho de 2017

Já saiu o trailer de Um Crime no Expresso do Oriente!

Enganam-se se pensam que Nicholas Sparks é o autor que tem mais sucesso quanto às adaptações cinematográficas. Os livros de Agatha Christie contam com muitas mais adaptações, não só no grande ecrã, como também séries televisivas e peças de teatro. Este ano, teremos a oportunidade de ver mais uma adaptação cinematográfica de um dos romances mais célebres da Rainha dos livros policiais, Um Crime no Expresso do Oriente.


Edição portuguesa mais recente de Murder on the Orient Express.


Esta nova adaptação conta com Keeneth Branagh como realizador e como Hercule Poirot, o grande detetive criado por Agatha Christie. Também há outros grandes nomes do cinema neste filme, como Johnny Depp, Michelle Pfeiffer, Judi Dench, Willem Dafoe, Daisy Ridley, entre outros.




Resultado de imagem para murder on the orient express entertainment weekly
O elenco na capa da próxima edição da revista Entertainment Weekly.





Um Crime no Expresso do Oriente narra uma das aventuras de Hercule Poirot quando este aceita investigar um caso de homicídio num comboio, o Expresso do Oriente. No meio de um nevão, sem ter ajudas do exterior e com a lista de suspeitos a aumentar, o detetive vive momentos de grande tensão ao tentar descobrir quem matou o passageiro durante o sono.



Primeiro cartaz promocional do filme.




Hoje foi partilhado, nas redes sociais, o primeiro trailer da adaptação cinematográfica. O filme estreará, nos EUA, no dia 10 de novembro. Ainda não há data de estreia para Portugal.










Acreditam que nunca li os livros de Agatha Christie? É melhor mudar isso durante as férias de verão!


Resumo de maio

E cá estou eu para falar de maio, o mês mais vazio de sempre! Digo isto, porque não li nada e apenas comprei um livro, o que nem sequer foi mencionado no blogue devido à reta final universitária. Como estou prestes a terminar as aulas, vou atualizar o estado das minhas leituras e vou mostrar-vos a única compra literária do mês passado.


As minhas leituras de maio basearam-se principalmente em páginas e mais páginas de teoria para eu poder realizar os meus elementos de avaliação. Também li as primeiras 80 páginas do Vale Abraão, de Agustina Bessa-Luís (um romance pós-modernista que foi analisado nas aulas), mas tive que deixar de parte O Primo Basílio, de Eça de Queirós. Apesar de não ter terminado as leituras a tempo para poder fazer as frequências/testes, tive boas notas, pois as perguntas de análise focavam-se em episódios estudados nas aulas.

Concluindo, tenho dois livros para acabar de ler em junho.






________________________________________________________________________


Em relação a aquisições, o único livro que comprei no mês passado foi Sombras de Paixão, de Elizabeth Adler. Sim, mais um desta autora, mas comprei este livro, porque sei que está garantido uma leitura com uma escrita leve repleta de descrições bonitas de lugares fabulosos. Parece ser uma leitura ideal para as férias de verão, não acham?



Sinopse retirada do site da Bertrand:

Apenas com a sua beleza exótica, inocência sedutora, orgulho e espírito impetuoso, Léonie veio da França rural para encontrar o seu futuro em Paris. Da vergonha dos cabarés ela ascende à fama internacional cantando com sentimento sobre o amor e a saudade. De Paris à Cote d'Azur, de Nova Iorque ao Brasil, de Cuba ao Cairo, Léonie move-se num deslumbrante mundo de dinheiro, paixão e poder - um mundo onde ela semeia tempestades de desejo e paixões.
O poderoso Duc de Courmont irá dar-lhe tudo exceto amor... 
Maroc não conseguiu protegê-la dela própria…
Charles vai pagar caro alguns momentos de felicidade roubados…
Jacques não conseguiu libertá-la das recordações e dos anseios…
Jim ofereceu-lhe um porto de abrigo, mas isso não bastou….
No entanto, nenhum deles conseguirá tocar uma parte da sua alma… exceto o homem que experimentou o seu ódio e a sua paixão…


________________________________________________________________________


E vocês? Leram muito? Adquiriram novos livros?



quinta-feira, 1 de junho de 2017

Novidades interessantes (maio)

Maio já chegou ao fim, mas ainda quero deixar aqui os 3 lançamentos deste mês que despertaram a minha curiosidade!




Sinopse retirada do site da Bertrand:


O jornalista angolano Daniel Benchimol sonha com pessoas que não conhece. Moira Fernandes, artista plástica moçambicana, radicada em Cape Town, encena e fotografa os próprios sonhos. Hélio de Castro, neurocientista brasileiro, filma-os. Hossi Kaley, hoteleiro, antigo guerrilheiro, com um passado obscuro e violento, tem com os sonhos uma relação ainda mais estranha e misteriosa. Os sonhos juntam estas quatro personagens num país dominado por um regime totalitário à beira da completa desagregação. 

A Sociedade dos Sonhadores Involuntários é uma fábula política, satírica e divertida, que desafia e questiona a natureza da realidade, ao mesmo tempo que defende a reabilitação do sonho enquanto instrumento da consciência e da transformação.


________________________________________________________________________





Sinopse retirada do site da Bertrand:

Com a elegância e o talento a que já nos habituou, Chimamanda Ngozi Adichie cruza um momento determinante na história moderna de África com as vidas de cinco personagens inesquecíveis. 

A breve vida do Biafra enquadra o crescimento de Ugwu, um humilde criado de treze anos a quem o mundo se desvendará pela mão do seu senhor, Odenigbo, que, na intimidade da sua casa, planeia uma revolução. Este jovem professor universitário mantém uma relação apaixonada com a bela Olanna, cuja irmã gémea, Kainene, é alvo do amor desesperado de Richard, um jovem inglês a braços com sua identidade enquanto homem branco em África.

Todos eles vão ser forçados a tomar decisões definitivas sobre amor e responsabilidade, passado e presente, nação e família, lealdade e traição. 
Todos eles vão assistir ao desmoronar da realidade tal como a conheciam devido a uma guerra que tudo transformará irremediavelmente.


________________________________________________________________________




Sinopse retirada do site da Betrand:

O pânico lançado por um misterioso contágio ameaça destruir amizades e famílias num subúrbio idílico.

A família Nash é muito unida. Tom é um professor bastante popular, pai de dois adolescentes: Eli, uma estrela de hóquei adorado por todas as raparigas, e a sua irmã Deenie, uma estudante exemplar. Mas a estabilidade que os rodeia é despedaçada quando a melhor amiga de Deenie é possuída por convulsões na escola. Rumores de uma epidemia incendeiam-se como um rastilho de pólvora pela comunidade. O pior de todos virá ao de cima… e nada mais será igual.

À medida que cresce a histeria e o contágio se propaga, emerge uma série de segredos profundos que ameaça destruir amizades, famílias e a própria segurança da pacata cidade.Deixe-se contagiar pelo talento de Megan Abbott, uma das vozes mais originais da sua geração, numa história tenebrosa sobre culpa... segredos de família... e o poder letal do desejo.

________________________________________________________________________


E vocês? Compraram alguma novidade do mês de maio?



sábado, 27 de maio de 2017

Novidades interessantes (fevereiro, março, abril)

Devido à minha ausência, não pude publicar sobre as novidades literárias que mais me despertaram a curiosidade nos meses de fevereiro, março e abril. Contudo, pretendo indicar-vos três livros de cada mês em falta que eu gostaria de, um dia, ler.





Em fevereiro, estes livros entraram para a minha wishlist. Aliás, acabei por comprar os três:


Sinopse retirada do site da Bertrand:


No palácio da China imperial, uma concubina aprende rapidamente as várias técnicas para conquistar o coração do imperador, o Único acima de Todos: pintar a cara de branco, desenhar um sinal de beleza, fazer penteados elaborados… Mei é convocada aos 13 anos para a corte do palácio na China imperial, uma honra que resgatará a sua família, outrora nobre e influente, da miséria. 


Porém, ela rapidamente descobre que para se aproximar do imperador e conquistar o seu coração terá de ultrapassar obstáculos perigosos. Como desconhece a arte da sedução, no dia do aniversário do imperador, Mei oferece-lhe um presente singular: uma adivinha. Porém, quando lhe parecia que estava em posição de seduzir o homem mais poderoso da China, Mei apaixona-se por Faisão, o filho mais novo do imperador. Contudo, uma tentativa de assassinato ao imperador provoca uma luta terrível pelo poder na corte imperial. E Mei terá de se servir das suas excelentes capacidades de inteligência, sabedoria e engenho para escapar e salvar o amor da sua vida. 


Baseando-se em factos reais, Weina Dei Randel pinta de forma notável o quadro da China antiga, em particular da corte imperial, em que o amor, a ambição, a intriga e os jogos de poder podem determinar a vida ou a morte.






Sinopse retirada do site da Bertrand:

A infâmia é um veneno que nos corre no sangue…
É o preço a pagar por sermos Bórgias.

C. W. Gortner revela-nos a história fascinante de uma das mais poderosas famílias do Renascimento, que dominou a política e a sociedade da época. Movidos por uma sede desenfreada de poder, os Bórgias cometeram os pecados mais cruéis, tornando-se sinónimo de intriga, perfídia e delito.

Com a controversa eleição de Rodrigo Bórgia como papa Alexandre VI, os Bórgias alcançam uma posição privilegiada na corte papal, dando início a uma nova era na cidade eterna. Mas Roma acaba por revelar-se tão encantadora quanto perigosa.

Perante a ameaça de uma invasão francesa, Rodrigo, pai da jovem e inocente Lucrécia, é obrigado a casá-la com um adversário poderoso, tornando-a um mero peão num perigoso jogo de poder. Contudo, quando as acusações escandalosas de assassinato e incesto de que Lucrécia é alvo ameaçam aqueles que ama, somente a sua astúcia e inteligência a poderão salvar.

Conseguirá a jovem princesa fugir ao destino fatal que lhe foi imposto à nascença pelo seu sangue Bórgia?




Sinopse retirada do site da Bertrand:

Na aldeia onde é rejeitada e perseguida pela população, Isabel acorda com a única ideia capaz de a libertar do casamento opressor em que vive: matar o marido. Se, de início, a ideia lhe parece improvável, vai ganhando força à medida que recorda as histórias das mulheres do passado, de que a avó lhe falava quando, com outras mulheres, se reuniam em grupos femininos secretos para falarem de oráculos, curas e magia. Isabel é moderna, sensível, curiosa e sempre quis a sua independência. 

Cresceu na capital, mas mudou-se para a aldeia por causa do casamento. E foi essa união que a aprisionou numa existência de medo e abuso. Só ela pode libertar-se desse homem castigador, e ao longo de vários dias Isabel confronta-se com todos os receios e dúvidas, imaginando planos e lembrando-se dos ensinamentos da avó, procurando argumentos que fortaleçam a sua decisão, enquanto cumpre com todos os rituais quotidianos da casa com beleza e empenho poético.


_________________________________________________________________________


Março também foi um mês recheado de novidades tentadoras:

Foto de Crónicas de uma Leitora.

Sinopse retirada do site da Bertrand:

Libby, outrora a rapariga mais gorda da América, conseguiu finalmente ultrapassar o desgosto causado pela morte da mãe e está pronta para voltar a viver. 
Jack é o típico rapaz popular do liceu, no entanto tem prosopagnosia e não consegue reconhecer caras. 
Quando o destino os une a solidão que cada um sente dá lugar a sentimentos muito diferentes… Uma história de superação e de um amor verdadeiro e invulgar que nos devolve a esperança no mundo, em nós e no outro.



Foto de Crónicas de uma Leitora.

Sinopse retirada do site da Bertrand:

Effia e Esi, filhas do mesmo pai, nasceram em aldeias diferentes do Gana do século XVIII. Effia casa com um inglês e vive confortavelmente no Castelo da Costa do Cabo. Já Esi, sem que Effia saiba, vê-se aprisionada nas masmorras do mesmo castelo, vendida como escrava e enviada para a América. O Regresso retrata magistralmente o suceder de gerações a partir de Esi e Effia, no Gana e nos Estados Unidos da América. 

As duas descendências, com os seus episódios íntimos, belos e dramáticos, mostram-nos a história da escravatura e da cultura afro-americana nos continentes africano e americano até à atualidade, lado a lado num fio que se poderá unir. Esta estreia literária de Yaa Gyasi, nascida em 1989, arrebatou a crítica e os leitores, tornando a autora numa das vozes mais promissoras da literatura norte-americana.




Sinopse retirada do site da Bertrand:

Ruth Jefferson é uma enfermeira obstetra com mais de vinte anos de experiência. Um dia, durante o seu turno, começa uma avaliação de rotina a um recém-nascido. Minutos depois é informada de que lhe foi atribuído outro paciente. 

Os pais do bebé são supremacistas brancos e não querem que Ruth, afro-americana, toque no seu filho. O hospital acede a esta exigência, mas no dia seguinte o bebé enfrenta complicações cardíacas. 

Ruth está sozinha na enfermaria. Deve ela cumprir as ordens que lhe foram dadas ou intervir? O que se segue altera a vida de todos os intervenientes e põe em causa a imagem que têm uns dos outros. 

Com uma empatia, inteligência e simplicidade notáveis, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão num livro magistral sem respostas fáceis.


_________________________________________________________________________


E abril também foi um mês muito bom quanto a novidades:



Sinopse retirada do site da Bertrand:

Só porque tens um passado, não quer dizer que não possas ter um futuro.

Mudar de escola no último ano e ser a miúda nova do liceu nunca é fácil para ninguém. 
Amanda Hardy não é excepção: se quiser fazer amigos e sentir-se aceite, terá de baixar as defesas e deixar que os outros se aproximem. 
Mas como, quando guarda um segredo tão grande?

Uma história inspiradora e comovente que nos enche o coração e nos ensina que o amor mais verdadeiro e profundo nasce da coragem de sermos nós mesmos.




Sinopse retirada do site da Bertrand:

No ano de 1918, o jovem médico tenente Nicolau Lopes Moreira regressa da Frente francesa, ferido e traumatizado, para o seio de uma família burguesa de posses e para um país marcado pelo esforço de guerra, pela eleição de Sidónio Pais e pela pobreza e agitação social e política. 

No regresso, Nicolau vê-se confrontado com uma antiga relação com Rosalinda, dançarina e amante de senhores endinheirados, e com as peculiaridades de uma família progressista. 

Enquanto a Guerra se precipita para o fim e, em Lisboa, se vive a aflição da epidemia e da difícil situação política, a família experimenta o medo e perda, e Nicolau conhece um amor inesperado enquanto trava as suas próprias batalhas contra a doença e os próprios fantasmas. Este é um romance de grande fôlego, histórico, empolgante e profundo, sobre a superação pessoal e uma saga familiar num tempo de grande mudança e turbulência em Portugal.




Sinopse retirada do site da Bertrand:

Romance para o Verão, fresco e delicioso.
Lina foi passar o verão na Toscânia para cumprir o desejo da mãe - conhecer o seu pai, que desapareceu à 16 anos. Mas a descoberta do diário da vida da sua mãe em Itália vai mudar tudo. 
Vai conhecer um mundo mágico de amores proibidos e um segredo que vai transformar tudo o que ela julgava saber sobre a sua mãe, o seu pai, e até ela própria.
Um livro perfeito para todos os fãs de John Green e Rainbow.
Rowell.



_________________________________________________________________________


E vocês? O que acham destas novidades? Há outras novidades que vos deixaram curiosos?


sexta-feira, 26 de maio de 2017

Primeiro trailer da adaptação cinematográfica de Milagre

Milagre (Wonder, na versão original), de R.J. Palacio, conta a história de um menino de 10 anos, August Pullman, que nasceu com uma deficiência genética que deixou o seu rosto deformado. Ao ir para a escola pela primeira vez, August enfrenta o maior desafio da sua vida. É um livro de ficção que foi escrito quando a autora e o filho viram uma menina com a mesma deficiência numa fila para comprarem gelados. Nessa altura, Palacio decidiu que talvez fosse melhor afastar o filho da menina, pois tinha medo que ele pudesse reagir mal perante uma criança diferente. No entanto, a autora reparou que talvez não tenha lidado com a situação da melhor maneira. Assim, surgiu este romance, que pretende abordar temas como bullying e a integração de crianças com deficiência na sociedade.





Edição portuguesa.




No ano passado, foi anunciado que iria haver um filme baseado no romance e que seria realizado por Stephen Chbosky, autor de The Perks of Being a Wallflower e realizador da adaptação cinematográfica do mesmo livro. Foi também divulgado que Steve Conrad seria o responsável pela escrita do guião e que Jacob Tremblay (que conquistou a plateia com a sua interpretação no filme O Quarto de Jack) seria a personagem principal, enquanto Julia Roberts iria interpretar o papel de mãe de August.


Jacob Tremblay como August e Julia Roberts como mãe de August.





Na quarta-feira passada, dia 24 de maio, foi publicado nas redes sociais o primeiro vídeo promocional de Wonder, que estreará nos cinemas americanos no dia 17 de novembro de 2017.





Aqui vos deixo o trailer com legendas em PT-BR.







O elenco conta ainda com a presença de Owen Wilson, Daveed Diggs, Mandy Patinkin, entre outros. De acordo com o site do IMDb, a estreia portuguesa está marcada para o dia 7 de dezembro de 2017.



Primeiro cartaz promocional.


Já leram o livro? Se sim, gostaram? Estão ansiosos em relação ao filme?





domingo, 30 de abril de 2017

Resumo de abril (wrap up e book haul)

Wrap up: tal como book haul, é também um termo muito usado pelos bloggers quando querem fazer um resumo em relação aos livros que leram ao longo do mês.


Book haul: termo muito usado nas redes sociais quando os leitores falam sobre as suas aquisições literárias. Os bloggers e os booktubers (pessoas que usam o Youtube como forma de transmitir a sua opinião sobre um determinado livro) normalmente usam este termo nas suas publicações mensais.
________________________________________________________________________


Ultimamente, não tenho lido muitos livros, apenas os necessários para a Universidade. Assim, em abril, só consegui acabar de ler um romance, Madame Bovary. Já escrevi uma opinião acerca da obra de Gustave Flaubert e, se ainda não a leram, basta clicar aqui.




________________________________________________________________________



Em relação às aquisições literárias, consegui comprar 3 livros! Para saberem quais são os livros que eu comprei este mês, basta clicar aqui e aqui.








Espero que tenham lido e adquirido muitos livros em abril! Vamos lá ver se maio também vai ser um bom mês.




quarta-feira, 26 de abril de 2017

Novos habitantes na estante!

No passado domingo, dia 23 de abril, houve muitos eventos para celebrar o Dia Mundial do Livro e dos Direitos do Autor. Nesse mesmo dia, eu comprei não um livro, mas dois!


Ambos são contemporâneos e pertencem à categoria de Jovens-Adultos. Além disso, têm sido muito falados nas redes sociais ultimamente por diferentes (mas boas) razões. Por isso, decidi adquiri-los.


Em primeiro lugar, apresento-vos Por treze razões, de Jay Asher. Foi adaptado pela Netflix, que realizou uma minissérie poderosa que tem sido falada em todo o lado. Muitos aplaudem a rede de séries e filmes por ter produzido uma série que aborda temas chocantes de forma realista, como o suicídio. Assim sendo, eu fiquei curiosa e quero ver a série. Mas, antes disso, pretendo ler o livro.



Sinopse retirada do site da Bertrand:

Ao regressar das aulas, Clay Jensen encontrou à porta de casa uma estranha encomenda com o seu nome escrito, mas sem remetente. Ao abri-la descobriu sete cassetes com os lados numerados de um a treze. Graças a um velho leitor de cassetes, Clay é surpreendido pela voz de Hannah Baker, uma adolescente de dezasseis anos que se suicidara duas semanas antes e por quem estivera apaixonado. Na gravação, Hannah explica os treze motivos que a levaram a pôr fim à vida. Guiado pela voz de Hannah, Clay testemunha em primeira mão o seu sofrimento e descobre que os treze motivos correspondem a treze pessoas…


_________________________________________________________________________



De seguida, mostro-vos a segunda e última aquisição, O coração de Simon contra o mundo, de Becky Albertalli. Foi publicado em 2015 e, desde então, muitos leitores espalhados pelo mundo já o leram e adoraram o romance devido não só ao humor e às referências culturais, mas por também ser um livro muito bom com um protagonista homossexual. Acabou de chegar a Portugal e a capa é muito vistosa e engraçada. Estou muito curiosa!



Sinopse retirada do site da Bertrand:


Simon Spier tem 16 anos e os únicos momentos em que se sente ele próprio são vividos atrás do computador.

Quando Simon se esquece de desligar a sessão no computador da escola e os seus emails pessoais ficam expostos a um dos colegas, este ameaça revelar os seus segredos diante de toda a escola. 

Simon vê-se, assim, obrigado a enfrentar as suas emoções e a assumir quem verdadeiramente é perante o mundo inteiro.


_________________________________________________________________________


E vocês? Compraram algum livro no dia 23 de abril?



sábado, 22 de abril de 2017

Dia Mundial do Livro e dos Direitos do Autor

Em 1995, a UNESCO escolheu o dia 23 de abril para promover a leitura como fonte de conhecimento e de prazer. É também neste dia que se valoriza a publicação dos livros e a proteção dos direitos dos autores.


• ASSOCIAZIONI... SCONTATE / Prendi il tuo tempo per la felicità, e usa le scorciatoie: coffee&books.:




23 de abril assinala, ainda as mortes de grandes homens que marcaram a literatura universal, como Miguel Cervantes, William Shakespeare e Garcilaso de la Vega. Assim, foi esta a data escolhida para que, todos os anos, as instituições, públicas ou privadas, ligadas à cultura possam organizar eventos, em todo o mundo, eventos esses que visam difundir o valor do livro.



Aqui está uma lista dos livros mais marcantes da literatura universal:


  • Os Lusíadas, de Luís Vaz de Camões
  • A Ilíada, Homero
  • As Mil e Uma Noites
  • A Bíblia
  • Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas
  • Os Miseráveis, de Victor Hugo
  • D. Quixote, de Cervantes
  • Romeu e Julieta, William Shakespeare
  • Lolita, de Vladimir Nabokov
  • Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski
  • Guerra e Paz, de Liev Tolstói
  • 1984, de George Orwell
  • Oliver Twist, de Charles Dickens
  • As Aventuras de Tom Sawyer, Mark Twain
  • O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway
  • O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald
  • A Metamorfose, de Franz Kafka





E vocês? Como irão celebrar este dia?